O primeiro voo de um jovem

Um dos privilégios de se partilharem voos num parapente bi-lugar, é poder ver o sorriso dos passageiros quando se aterra. Desta vez o passageiro era novo e aqui fica a nota das primeiras impressões do seu contacto com o voo livre…

“Dia 6 de setembro de 2020 eu fui andar de parapente. A viagem do Estoril à Serra da Estrela foi um pouco cansativa mas, como sempre, chegou ao fim.
A minha opinião é simples, (esperem ainda não me apresentei eu sou o Rafael tenho 10 anos e vivo no Estoril, como já devem ter percebido), continuando eu achei giro e fixe mas a meio fiz um 360 e foi muito assustador, também foi um pouco enjoativo e aterrei sempre de rabo!
Conclusão, é o máximo, recomendo e para mim valeu a pena porque tem muitos mais prós do que contras. Mal posso esperar para voar outra vez!!!
– Rafael V.

A voar o Rafael não me disse que era “assutador”, simplesmente que tinha “cócegas na barriga”. 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *